REVISÃO E MANUTENÇÃO EM SUSPENSÃO VEICULAR

Ao equalizar o conjunto de rodas e pneus através do balanceamento, o cliente deve estar atento também quanto ao estado do sistema de suspensão em seu veículo.


O sistema de Suspensão Automotiva tem a principal função de garantir a estabilidade do veículo, absorver os impactos sofridos pelo conjunto de rodas/pneus e promover o conforto aos passageiros.


A falta de manutenção do sistema pode acarretar em diversas situações desagradáveis, tais como ruídos e estalos de componentes com desgaste, além de comprometer a segurança e estabilidade do veículo em rodagem.




Principais componentes de suspensão


Amortecedores: Como o próprio nome sugere, os amortecedores controlam o movimento de subida e decida das molas quando o veículo passa por algum desnível.

Amortecedores gastos perdem a propriedade de reduzir as oscilações da mola, aumentando a intensidade do impacto e muitas vezes danificando outros componentes do conjunto.


Molas: Sustentam o peso do veículo e copiam o movimento de subida e decida das rodas.

Com o tempo, as molas podem perder sua rigidez e provocar o arriamento de um dos lados do veículo, exigindo a substituição do componente de ambos os lados.


Coxim do amortecedor: Prende a parte superior da suspensão (amortecedor e mola) em seu alojamento no monobloco do veículo. Composto por uma base metálica e revestida por borracha, o coxim limita o impacto do amortecedor e permite a rotação na parte superior da torre de suspensão durante o esterço.

O desgaste do coxim acontece quando a borracha começa a ceder, resultando em barulho quando o veículo passa em desníveis acentuados.


Manga de eixo: Peça metálica e maciça que une a torre (amortecedor e mola) com a parte inferior da suspensão (pivô e bandeja). A manga de eixo é responsável também por sustentar o cubo no qual a roda é fixada.


Pivô de suspensão: Seu formato esférico faz com que a torre de suspensão gire em seu próprio eixo na parte inferior, permitindo o esterço do carro e maior movimentação do conjunto em oscilações. Por ser uma peça em constante trabalho, a esfera se desgasta e cria folga, ocasionando barulho na suspensão e necessitando de troca.


Bandeja de suspensão: Através do pivô, faz a ligação da parte superior (torre de suspensão e manga de eixo) para o chassi do veículo.


Buchas de borracha: Na fixação das bandejas, as buchas evitam o contato das peças metálicas, impedindo ruídos durante a movimentação do veículo. Ao se desgastarem, as buchas podem se fragmentar ou romper e assim gerando ruídos na suspensão.


Barra estabilizadora: Une os conjuntos dianteiros direito e esquerdo de suspensão através de bieletas, mantendo a estabilidade do conjunto e compensando parte da força exercida no sistema enquanto o veículo faz curva.


A má preservação do sistema de suspensão resulta na ocorrência de barulhos incômodos durante a rodagem de um veículo em qualquer circunstância, influenciando não apenas nos ruídos, mas também no correto funcionamento dos componentes que garantem a segurança e estabilidade do carro.


Na Flacht, após qualquer serviço de manutenção corretiva em sistema de suspensão veicular, é realizado o alinhamento para garantir que a geometria do automóvel esteja dentro dos valores estipulados pelo fabricante, preservando a vida útil dos componentes e garantindo o pleno funcionamento do conjunto.


No próximo artigo, detalharemos o processo de alinhamento e quais parâmetros são corrigidos na suspensão que mantêm a geometria de um veículo correta.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo